Senador Agripino: carta de Temer marca ruptura do PMDB com o governo

Senador Agripino: carta de Temer marca ruptura do PMDB com o governo
08 dez 2015

Para o presidente nacional do Democratas, senador José Agripino (RN) a carta enviada pelo vice-presidente da República, Michel Temer, à presidente Dilma Rousseff, na qual reclama da desconfiança em relação a ele e ao PMDB e na qual se queixa de ter sido “menosprezado” pela petista, representa a ruptura oficial do partido com o governo.

“A carta de Temer é a clara ruptura do vice-presidente com Dilma e a ruptura do PMDB oficial com o governo do PT”, declarou o senador.

O senador potiguar avaliou ainda que o momento deve ser de união das oposições, dos partidos em geral e da sociedade para dar seguimento ao processo de impeachment no Congresso Nacional.

Já o líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO) afirmou que a carta de Temer é uma declaração a favor do impeachment de Dilma.

“Houve uma posição sem rodeios, onde expõe, além da incapacidade administrativa, a falta de apoio político da presidente. O foco principal do Democratas é tirar o país dessa situação. Dilma perdeu todas as condições de continuar. Mas o Democratas só vai discutir apoio a nomes depois que o impeachment for sacramentado”, afirmou Caiado.

Agripino na Câmara

Compartilhar

Anna Ruth
Anna Ruth

Anna Ruth Dantas é jornalista, apresentadora do programa RN Acontece, da Band Natal; produz e apresenta o programa Jornal da Cidade, da Rádio Cidade (94 FM - Natal), e apresenta o programa Panorama do RN (em rede com 16 emissoras de rádio do Rio Grande do Norte). Jornalista de grande credibilidade, atua também como consultora e ministra cursos de midia trainning na Trilhar Educação Corporativa.

Deixe uma resposta