Natália defende, em vão, Nota da Juventude do PT-RN contra aliança com Carlos Eduardo; Futuro de Jean Prates é incógnita no partido

Natália defende, em vão, Nota da Juventude do PT-RN contra aliança com Carlos Eduardo; Futuro de Jean Prates é incógnita no partido
16 fev 2022

A Juventude do Partido dos Trabalhadores do RN (JPT/RN) divulgou hoje (15) uma “resolução executiva” contra a presença da Família Alves na chapa encabeçada por Fátima Bezerra (PT). A nota ainda defende a continuidade do nome de Jean-Paul Prates como candidato ao Senado, disputando a reeleição. O detalhe desse posicionamento da Juventude petista, é que ele foi compartilhado e defendido pela deputada federal Natalia Bonavides (PT).

Blog do FM divulgou em primeira-mão, nesta terça-feira, o fechamento de aliança do ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT) com o PT de Fátima Bezerra. Carlos, que irá se filiar em breve ao PCdoB, será candidato ao Senado, escanteando o velho senador-escudeiro Jean Paul Prates na vaga em questão, após a formação de chapa. Resta a Natália Bonavides se conformar com a decisão de sua madrinha política e deixar a dor de cotovelo passar nos próximos dias.

NAMORO

Desde o mês passado, ganhou força o nome do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT) como candidato a senador de Fátima, em substituição a Jean-Paul. A possibilidade, inclusive, foi até defendida pelo companheiro de chapa de Fátima, Antenor Roberto. Até porque a presença de um Alves no Senado tira a possibilidade de outro Alves (no caso, Walter), como vice (tirando de Antenor a chance de disputar a reeleição).

Na visão da Juventude do PT, no entanto, o posicionamento é equivocado. “A JPT/RN, na busca do fortalecimento de um programa político de recuperação das condições de vida do povo, da soberania nacional e das políticas públicas, entende que precisamos, desde já, trabalhar o nome do Senador Jean Paul, capilarizando a sua candidatura e fortalecendo o seu nome como o Senador de Lula e de Fátima. Do mesmo modo, entendemos que não podemos rifar o cargo de vice-governador para as oligarquias dos Alves”, avaliou.

Veja a nota na íntegra: 

“Resolução Executiva Estadual da JPT/RN

O Rio Grande do Norte precisa de um senador de Lula e de Fátima!

A JPT/RN entende como fundamental reeleger a companheira Fátima Bezerra para que sigamos construindo um projeto de transformação para o nosso estado. Para isso, precisamos construir as condições para fazer um segundo mandato melhor do que o primeiro.

Assim, não nos restam dúvidas: dentre outras coisas, é preciso manter a nossa vaga no senado, elegendo o senador Jean Paul, uma das apenas 7 cadeiras que temos atualmente naquela casa, inclusive, liderando a bancada de oposição no Senado, em defesa dos direitos do povo brasileiro.

As pesquisas que o PT tem acesso são cirúrgicas: 63,5% do povo potiguar não votaria em um candidato apoiado por Jair Bolsonaro. Por sua vez, 37% votaria em um candidato apoiado pelo Presidente Lula, enquanto 29,4% poderia votar. Nesse mesmo sentido, 21,4% do nosso povo votaria em um candidato apoiado pela nossa Governadora Fátima, ao passo em que 35% poderia votar.

Os números nos mostram não só o potencial eleitoral das nossas maiores lideranças, como revelam a força do petismo no estado, sendo o PT apontado como o partido que as pessoas mais confiam para representar seus interesses.

No cenário eleitoral, ainda não despontou um nome forte ao Senado; 72,1% ainda não sabe em quem votar.

A JPT/RN, na busca do fortalecimento de um programa político de recuperação das condições de vida do povo, da soberania nacional e das políticas públicas, entende que precisamos, desde já, trabalhar o nome do Senador Jean Paul, capilarizando a sua candidatura e fortalecendo o seu nome como o Senador de Lula e de Fátima. Do mesmo modo, entendemos que não podemos rifar o cargo de vice-governador para as oligarquias dos Alves.

Dessa forma, deixaremos bem claro como pegamos o governo do Rio Grande do Norte e os responsáveis por isso, mostrando que a alternativa para o RN encontra-se num bloco político que lutou contra o golpe de 2016 e as políticas neoliberais e neofascistas implementadas desde lá.

Escolher outro caminho seria não apenas desconsiderar a liderança e força de Fátima e Lula no RN, como, também, ressuscitar as oligarquias derrotadas por nós em 2018. Ao invés de criarmos condições para aprofundar as mudanças em curso no RN, estaríamos abrindo a possibilidade de abdicarmos de uma vaga no senado para, em quatro anos, termos um adversário à construção do projeto democrático-popular no RN.

Desta maneira, a JPT/RN contribui para a tática eleitoral do PT/RN sinalizando que  precisamos construir a candidatura de reeleição do senador Jean Paul, ao lado de Fátima Bezerra governadora, Lula presidente, e nossos/as deputados/as federais e estaduais”

Com informações do Portal da 96FM

Compartilhar

Anna Ruth
Anna Ruth

Anna Ruth Dantas é jornalista, apresentadora do programa RN Acontece, da Band Natal; produz e apresenta o programa Jornal da Cidade, da Rádio Cidade (94 FM - Natal), e apresenta o programa Panorama do RN (em rede com 16 emissoras de rádio do Rio Grande do Norte). Jornalista de grande credibilidade, atua também como consultora e ministra cursos de midia trainning na Trilhar Educação Corporativa.