“Não esteve comigo durante a campanha”, escreve Bolsonaro sobre Moro no Facebook

“Não esteve comigo durante a campanha”, escreve Bolsonaro sobre Moro no Facebook
26 ago 2019

O presidente Jair Bolsonaro respondeu neste final de semana a um internauta que lhe pediu para cuidar bem do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

“Jair Messias Bolsonaro cuide bem do ministro Moro, você sabe que votamos em um governo composto por você ele e o Paulo Guedes”, escreveu um internauta identificado como Bunny Sam na página oficial do presidente da República no Facebook.

Bolsonaro respondeu, sem mencionar explicitamente o nome do ministro da Justiça: “Com todo respeito a ele, mas o mesmo não esteve comigo durante a campanha, até que, como juiz, não poderia.”

Na época da campanha eleitoral, Moro era juiz federal em Curitiba, responsável por cuidar de processos da Lava Jato no Paraná. Depois de ser convidado para assumir um cargo no primeiro escalão do governo Bolsonaro, ele largou a magistratura.

Bolsonaro indicou na sexta-feira cinco nomes para integrar o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Apesar de o Cade ser formalmente ligado ao Ministério da Justiça, de Moro, o ministro não foi consultado e não teve influência em nenhuma das indicações. Moro também tem sofrido desgaste diante das tentativas de Bolsonaro de interferir na estrutura da Polícia Federal.

No último sábado, em conversa com os jornalistas, o presidente disse que “todos os ministros têm ingerência minha” e que foi “eleito para mudar”, ao ser indagado se Moro teria carta branca para atuar.

Compartilhar

Anna Ruth
Anna Ruth

Anna Ruth Dantas é jornalista, apresentadora do programa RN Acontece, da Band Natal; produz e apresenta o programa Jornal da Cidade, da Rádio Cidade (94 FM - Natal), e apresenta o programa Panorama do RN (em rede com 16 emissoras de rádio do Rio Grande do Norte). Jornalista de grande credibilidade, atua também como consultora e ministra cursos de midia trainning na Trilhar Educação Corporativa.

Comentários

  1. Avatar LEONARDO GARCIA DE MELLO : 26 de agosto de 2019 às 16:01

    Bah, meu presidente… sinceramente, né?
    Vamos baixar a bola e começar a ter mais humildade!!!
    Comece por admitir que deve sua vitória nas eleições a:
    1) antipetismo!
    2) não ter participado dos debates
    3) temor pela classe média da implantação de uma ditadura ao estilo Venezuela, onde os órgãos de controle estão cooptados e por isso os mecanismos de pesos e contrapesos já não funcionam
    4) junto à população mais pobre, a sua retórica extensa em torno do problem da violência. Usou muito bem de uma abordagem (e até mesmo vocabulário) mais populista. Para um cidadão mediano que o enxergasse, por certo diria que “Bolsonaro é alguém que vai mandar matar bandido”.
    Mas nós sabemos que não é assim! Nem eu e nem a maior parte de seu eleitorado endossa a maior parte de suas iniciativas pretéritas na área de segurança pública com violação de diversos acordos e tratados dos quais o Brasíl é partícipe. E isso inclui a castração de estupradores! Sim, estamos fartos da criminalidade – mas esperamos que o combate a isso ocorra em outros termos e dentro da lei.
    E é justamente a participação do Ministro Sérgio Moro em seu governo, a personificação da Justiça em nosso país, o que garante isso! Seu prestígio e credibilidade!! Inicialmente a formação de seu ministério demonstrou ser acertada com o convite. Isso angariou segurança junto àqueles que temiam desrespeito às Instituições. A participação de Sérgio Moro é o seu fiel na balança e não seja trouxa em prescindir disso!
    Eu votei no senhor porque já estava farto da QUADRILHA petista que estava no Poder. Todavia, sem a participação de Sérgio Moro, as iniciativas do governo no combate à criminalidade – senão o próprio governo – ficarão seriamente comprometidas.

Deixe uma resposta